NOTA DE REPÚDIO: Educação não é mercadoria!

A Associação Brasileira de Estudos da Homocultura – ABEH vem a público manifestar repúdio às declarações do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara, feitas em entrevista ao programa CNN Novo Dia, da CNN Brasil, na terça-feira, 20 de abril.

Para o parlamentar, diretoras não almejam inclusão digital nas escolas para “não perder a direção”, os professores seriam corporativistas, não querem voltar às aulas e nem se atualizarem.

Além de demonstrar ignorância quanto ao trabalho docente durante o período pandêmico, marcado inclusive por sobrecarga de trabalho e custos pessoais decorrentes do trabalho remoto, o deputado Ricardo Barros não reconhece os cortes financeiros na educação e a falta de apoio do governo federal à educação no Brasil, que não tem garantido investimento concreto no retorno seguro às aulas, após vacinação.

Educação não é mercadoria!

Nossas vidas importam!

Vacina para todas, todos e todes já!

Cuiabá-MT, 22 de abril de 2021.

Associação Brasileira de Estudos da Homocultura – ABEH

Biênio 2019-2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *