CINABEH

A ABEH é uma entidade sem fins lucrativos que tem como principal proposta fomentar e realizar intercâmbios e pesquisas sobre a diversidade sexual e de gênero. Ela congrega professores/as, alunos/as de graduação e pósgraduação, profissionais, pesquisadores/as, ativistas e demais interessados/as nas temáticas das sexualidades e gêneros. Nos anos de 1999 a 2001, foram realizados os três primeiros encontros do grupo que depois iria fundar a Associação Brasileira de Estudos da Homocultura. Nesses encontros tivemos uma participação maior de pesquisadores/as na área das letras, literatura e comunicação.

A partir daí, tivemos um grande incentivo aos estudos e pesquisas que deram visibilidade às expressões e discursos sobre as sexualidades e gêneros não normativos no Brasil e no exterior. Esse movimento se repetiu no crescimento, na estruturação da ABEH e nos temas de seus congressos.

A ABEH realiza bianualmente seu Congresso Internacional de Diversidade Sexual e de Gênero (CINABEH), que terá sua décima edição sediada em Cuiabá, no ano de 2020, na Universidade Federal de Mato Grosso.

CONGRESSOS ANTERIORES

I Congresso da ABEH – “Homocultura e Cidadania”, UFES (Universidade Federal do Espírito Santo), em 2002, sob a presidência do Prof. Dr. Deneval Siqueira, da Área de Literatura Brasileira e Teoria Literária; 

II Congresso da ABEH – “Imagem e diversidade sexual” – UnB (Universidade de Brasília), em 2004, sob a presidência do Prof. Dr. Denílson Lopes, da área de Comuni-cação Social/Cinema. Neste congresso tivemos a presença de Thomas Waugh, da Con-cordia Universiy, de Montreal, no Canadá, e James Green, dos EUA. Essa edição tam-bém marca a grande abertura temática da ABEH, até então ainda significativamente marcada com os estudos sobre a literatura. Cerca de 300 pessoas participaram desse congresso, sendo 163 deles apresentando os seus trabalhos. 

III Congresso da ABEH – “Discursos da diversidade sexual: lugares, saberes, lingua-gens”, UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), em 2006, sob a presidência do Prof. Dr. Bruno Leal, da Área de Comunicação Social/Jornalismo. Essa edição dá conti-nuidade ao trabalho anterior, com convidados do exterior, a exemplo de Albert K. Boekhorst, da Universidade de Amsterdam, e conferências amplas, a exemplo da reali-zada pelo professor Luiz Mott. Outros 138 trabalhos, das mais diversas áreas do conhe-cimento, foram apresentados em mesas redondas e comunicações (ver http://www.fafich.ufmg.br/~abeh/). 

IV Congresso da ABEH – “Retratos do Brasil Homossexual: fronteiras, subjetividades e desejos”, USP (Universidade de São Paulo), em 2008, sob a presidência do Prof. Dr. Horácio Costa, da Área de Literatura Portuguesa. Essa edição foi precedida por um En-contro Hispano-brasileiro de Militantes Homossexuais, no Museu de Arte Contempo-rânea de São Paulo. Pesquisadores e militantes da Espanha (tais como Beatriz Briones e Juan Vicente Aliaga), e Brasil (João Silvério Trevisan, Cláudia Wonder e Toni Reis), discutiram as trajetórias e conquistas dos movimentos LGBT nos dois países. Na USP, nos demais dias, 181 pesquisadores apresentaram os seus trabalhos em dezenas de mesas coordenadas e comunicações. 

V Congresso da ABEH – “Desejos, Controles e Identidades” UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), realizado em Natal nos dias 25 e 26 de novembro de 2010, sob a presidência do Prof. Dr. Alípio de Sousa Filho. Primeira edição realizada no Nordeste, contou com mesas redondas amplas e apresentação de 72 trabalhos (ver http://www.cchla.ufrn.br/abeh). As mesas trataram sobre Desejos, Controles e Identida-des, com Luiz Melo (Universidade Federal de Goiás) e Alexandre Vale (Universidade Federal do Ceará), Homofobia e Direitos LGBT no Brasil hoje, Miriam Grossi (Univer-sidade Federal de Santa Catarina), Luiz Mott e Leandro Colling (ambos da Universida-de Federal da Bahia). Também foi o momento de discutir Os Novos Rumos da ABEH, com Horácio Costa (Universidade de São Paulo – USP), Mario Lugarinho (USP), Bere-nice Bento (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), Emerson Inácio (USP) e Wilton Garcia (Universidade Braz Cubas). 

VI CINABEH – memórias, rumos e perspectivas. Este congresso, realizado em agosto de 2012 nas dependências da UFBA em Salvador, adota um novo título para o evento, que a partir de agora passa a vigorar, enfatizando o escopo (internacional) e as grandes temáticas sempre presentes (diversidade sexual e de gênero), seguido do tema específico em foco. O evento contou com grande número de pesquisadores estrangeiro (como Jack Halberstam University of Southern California – Estados Unidos; Ana Cristina Santos Universidade de Coimbra – Portugal, Elisabeth Vasquez Proyecto Transgenero – Cuer-pos Distintos Derechos Iguales – Equador, Rafael de la Dehasa Universidade de Nova York – Estados Unidos) e nacionais como Sérgio Carrara IMS UERJ, Maria Filomena Gregori Unicamp, Luiz Mello de Almeida Neto Universidade Federal de Goiás, Benedi-to Medrado UFPE, Regina Facchini Cadernos Pagu) Maiores informações em www.abeh.org.br 

VII CINABEH – ESTUDOS SOBRE A DIVERSIDADE SEXUAL E DE GÊNERO: Práticas, pedagogias e políticas públicas. A proposta de congresso contemplou forte-mente a Educação como principal desafio do mandato que foi deliberado na Assembleia Geral, realizada em 3 de agosto de 2012, com início efetivo de gestão em 1o de janeiro de 2013 até 31 de dezembro de 2014. A diretoria da ABEH foi composta pelo Prof. Dr. Fernando Seffner, (UFRGS – Programa de Pós-Graduação em Educação)presidente; Prof. Dr. Marcio Rodrigo Vale Caetano (FURG – Programa de Pós- Graduação em Educação) Primeiro Secretário; Prof. Dr. Eduardo Steindorf Saraiva (UNISC Universi-dade de Santa Cruz do Sul Departamento de Psicologia) Segundo Secretário; Profa. Dra. Paula Sandrine Machado (UFRGS – Programa de Pós- Graduação em Antropologia Social) Primeira Tesoureira; Profa. Me. Marina Reidel (Prefeitura Municipal de Canoas Coordenação de Políticas da Diversidade), Segunda Tesoureira; Prof. Dr. André Sidnei Musskopf (EST Escola Superior de Teologia Programa de Teologia e HIV/AIDS) suplente da diretoria. 

VIII CINABEH – ABEH e a construção de um campo de Pesquisa e Conhecimento: desafios e potencialidades de nos (re)inventarmos foi o tema desenvolvido no referido evento que ocorreu na cidade de Juiz de Fora-MG e teve publicado os trabalhos produ-zidos através do ebook de ISBN EBOOK 978-85-61702-44-1 (http://editorarealize.com.br/revistas/ebook_abeh/trabalhos/ebook_abeh.pdf ) contendo 1648 páginas e um livro impresso ISBN 978-85-7113-860-5 com 206 páginas com os artigos dos trabalhos apresentados pelos convidados das mesas. 

IX CINABEH – Diversidade Sexual, Gênero e Raça – Diálogos Brasil – África, foi realizado em novembro de 2018, sob presidência de Luma Nogueira (UNILAB), em Fortaleza – Ceará. O evento contou com 1.500 inscritos e recebeu apoio da SEPPIR, SDH, CNPq e emenda parlamentar dos mandatos de Jean Wyllys e Luiziane Lins. Contou com participação 30 palestrantes internacionais e ofereceu isenção de inscrição a profissionais da educação básica e estudantes de graduação.